• Sudeste/Centro-Oeste
  • Sul
  • Nordeste
  • Norte
  • PREÇOS DE MERCADO

    Semanal Sudeste/CO

      • PLD Semana 1 Semana 2 Semana 3 Semana 4 Semana 5 Semana 6
      •     01/11 02/11 - 08/11 09/11 - 15/11 16/11 - 22/11 23/11 - 29/11 30/11

    Preços de Mercado - Sudeste/CO

    • Leve R$ 279,16 R$ 330,63 R$ 305,57 R$ 318,23
    • Média R$ 305,73 R$ 338,07 R$ 310,17 R$ 325,62
    • Pesada R$ 305,73 R$ 339,29 R$ 313,48 R$ 329,09

    Preços de Mercado - Média Geral - Sudeste/CO

    • Média R$ 301,65 R$ 334,75 R$ 308,20 R$ 322,84
    PLD Médio dos meses anteriores

    Meses Anteriores - Sudeste/Centro Oeste - Novo

    • Outubro
      R$ 273.89
    • Setembro
      R$ 219.57
    • Agosto
      R$ 237.29
    • Julho
      R$ 185.52
    • Junho
      R$ 78.52
    • Maio
      R$ 135.17
  • PREÇOS DE MERCADO

    Semanal Sul

      • PLD Semana 1 Semana 2 Semana 3 Semana 4 Semana 5 Semana 6
      •     01/11 02/11 - 08/11 09/11 - 15/11 16/11 - 22/11 23/11 - 29/11 30/11

    Preços de Mercado - Sul

    • Leve R$ 279,16 R$ 330,63 R$ 305,57 R$ 318,23
    • Média R$ 305,73 R$ 338,07 R$ 310,17 R$ 325,62
    • Pesada R$ 305,73 R$ 339,29 R$ 313,48 R$ 329,09

    Preços de Mercado - Média Geral - Sul

    • Média R$ 301,65 R$ 334,75 R$ 308,20 R$ 322,84
    PLD Médio dos meses anteriores

    Meses Anteriores - Sul - Novo

    • Outubro
      R$ 273.89
    • Setembro
      R$ 219.57
    • Agosto
      R$ 237.29
    • Julho
      R$ 185.52
    • Junho
      R$ 78.52
    • Maio
      R$ 135.17
  • PREÇOS DE MERCADO

    Semanal Nordeste

      • PLD Semana 1 Semana 2 Semana 3 Semana 4 Semana 5 Semana 6
      •     01/11 02/11 - 08/11 09/11 - 15/11 16/11 - 22/11 23/11 - 29/11 30/11

    Preços de Mercado - Nordeste

    • Leve R$ 279,16 R$ 330,63 R$ 305,57 R$ 318,23
    • Média R$ 305,73 R$ 338,07 R$ 310,17 R$ 325,62
    • Pesada R$ 305,73 R$ 339,29 R$ 313,48 R$ 329,09

    Preços de Mercado - Média Geral - Nordeste

    • Média R$ 301,65 R$ 334,75 R$ 308,20 R$ 322,84
    PLD Médio dos meses anteriores

    Meses Anteriores - Nordeste - Novo

    • Outubro
      R$ 273.89
    • Setembro
      R$ 218.52
    • Agosto
      R$ 211.33
    • Julho
      R$ 177.49
    • Junho
      R$ 78.52
    • Maio
      R$ 50.95
  • PREÇOS DE MERCADO

    Semanal Norte

      • PLD Semana 1 Semana 2 Semana 3 Semana 4 Semana 5 Semana 6
      •     01/11 02/11 - 08/11 09/11 - 15/11 16/11 - 22/11 23/11 - 29/11 30/11

    Preços de Mercado - Norte

    • Leve R$ 279,16 R$ 330,63 R$ 305,57 R$ 318,23
    • Média R$ 305,73 R$ 338,07 R$ 310,17 R$ 325,62
    • Pesada R$ 305,73 R$ 339,29 R$ 313,48 R$ 329,09

    Preços de Mercado - Média Geral - Norte

    • Média R$ 301,65 R$ 334,75 R$ 308,20 R$ 322,84
    PLD Médio dos meses anteriores

    Meses Anteriores - Norte - Novo

    • Outubro
      R$ 273.89
    • Setembro
      R$ 218.52
    • Agosto
      R$ 211.33
    • Julho
      R$ 177.49
    • Junho
      R$ 78.52
    • Maio
      R$ 50.95

Notícias

02/09/2019

Bandeira em setembro permanece vermelha patamar 1

A bandeira vermelha patamar 1 passa a valer a partir de 1º de setembro.

A bandeira tarifária em setembro de 2019 será vermelha, patamar 1, com custo de R$ 4,00 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. Setembro é um mês típico do final da estação seca nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN). A previsão hidrológica para o mês sinaliza permanência do quadro de estiagem, com vazões abaixo da média histórica. Esse cenário requer a manutenção de parcela relevante da oferta de energia sendo atendida por meio de acionamento do parque termelétrico, influenciando o valor do preço da energia (PLD) e sua repercussão sobre os custos relacionados ao risco hidrológico (GSF). O PLD e o GSF são as duas variáveis que determinam a cor da bandeira a ser acionada..

Criado pela ANEEL, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica. O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

Com as bandeiras, a conta de luz ficou mais transparente e o consumidor tem a melhor informação, para usar a energia elétrica de forma mais eficiente, sem desperdícios.

 

Fonte: ANEEL / Sala de Impressa

ENTIDADES E ASSOCIADOS:

Aneel - Agência Nacional de Energia Elétrica CCEE - Câmara de Comercialização de Energia Elétrica Abraceel